IOPT Psicoterapia

Milagros Carmona

Com o desenvolvimento do seu método, IOPT Psicoterapia e teoria do trauma orientada para a Identidade, o psicólogo Franz Ruppert dá-nos a conhecer as partes em que a psique humana fica cindida após uma experiência traumática,  e como a interação dessas três partes pode indicar o caminho para a cura.  


Identidade é a soma de todas as  experiências de vida, conscientes e inconscientes. Isto inclui as vivências boas, as mas e as traumáticas. Se nego alguma dessas experiências já não sou Eu, logo perco parte da minha identidade.  O que faz um trauma psíquico com a nossa identidade? 

Uma das principais razões que torna uma pessoa física ou psiquicamente doente é o trauma. 
 
A psique fica, no momento do trauma, dividida em três partes. Cada uma destas tem funções e características especificas que vão influenciar a vida da pessoa. Conforme seja a relação dessas partes vamos pensar, sentir e agir de forma diferente. Por exemplo vamos desenvolver estratégias de sobrevivência para poder continuar a lidar com o dia-a-dia, que ao mesmo tempo vão nos impedir de ser verdadeiramente nós. 
 
O processo interno de volta a nós próprios, a nossa verdadeira identidade exige um trabalho de tomada de consciência, contacto com os sentimentos que ficaram presos e integração das partes cindidas. Trata-se dum encontro connosco próprio.

As constelações de Identidade são o trabalho vivencial onde esse encontro acontece.  O ponto de partida é a frase de intenção da pessoa que deseja fazer o seu processo interno. Nessa frase a pessoa expressa o que quer do encontro consigo mesma.